fevereiro 07, 2017

Parceiros na aprendizagem

Abrir as portas à participação de familiares e da comunidade ajuda os alunos a ter sucesso na vida escolar e colabora para diminuir a evasão e a violência


Quando as notas são altas e tudo vai bem, ninguém pensa em discutir a relação. Se o boletim e o comportamento deixam a desejar, começa o jogo de empurra. Professores culpam a família "desestruturada", que não impõe limites nem se interessa pela Educação. Os pais, por sua vez, acusam a escola de negligente, quando não tacham o próprio filho de irresponsável. Nessa briga nada saudável , a única vítima é o aluno. 

Estratégias para fortalecer a relação escola-família

Aproximação com os pais inclui planejar com cuidado as reuniões e orientá-los sobre como acompanhar a aprendizagem das crianças e jovens. 

Como estimular a participação dos pais no processo de aprendizagem dos alunos? 

Marcia Lima de Almeida, de Crato, Ceará

Márcia, este assunto é recorrente e vira e mexe entra em pauta de reuniões que envolvem diretores, coordenadores, professores e equipe da secretaria. Afinal todos buscam desenvolver um processo educativo que equilibre qualidade com equidade. Ou seja, com todos os alunos aprendendo e progredindo na carreira escolar na idade certa. Nessa empreitada, a relação escola-família surge como um fator chave, pois mesmo que não haja uma comprovação científica da influência direta dessa interação na melhoria do aprendizado dos alunos, inúmeras pesquisas no Brasil e no exterior têm mostrado que as condições socioeconômicas das famílias, suas expectativas, a maneira como valorizam a escola e como legitimam o papel dos educadores são fatores que influenciam o desempenho.

janeiro 04, 2017

Brinquedos e brincadeiras para fazer com as crianças nas férias

Que tal nas férias escolar da criançada por a mão na massa e fazer alguns brinquedos com diferentes materiais?
Ah, e como nem todas as férias existe a possibilidade de uma viagem, que tal inventar alguns brinquedos e colocar a criatividade das crianças para funcionar e atuar, como fazer pipas, cataventos, pé na lata, cabaninha, cavalo de pau e outros brinquedos/ brincadeiras.

57 receitas de brincadeiras para férias

Ingredientes básicos:
# Para brincar com uma criança você precisa buscar aquela que um dia existiu e está ainda dentro de você em algum lugar.
# Reserve um momento em que você possa estar inteiramente com seu filho.
# Desligue o celular, televisão, qualquer eletrônico que possa tirar vocês da concentração.
# Combine com ele o que irão fazer. Discuta as regras. Combine principalmente a hora de começar e a hora e terminar.
# Esqueça a mania de limpeza. Busque atividades ao ar livre. Crianças precisam de sol. E por último e não menos importante, divirtam-se!

Como manter os brinquedos limpos, conservados e organizados?

É férias! É brincadeiras! É brinquedo! É bagunça!
Não tem jeito! Criança tem que brincar. E se você, minha querida, for como eu, sem ninguém além de você pra tomar conta da casa e das crianças, tem que manter a organização, tem que limpar, guardar. Claro que as crianças vão ajudar também, não as deixem só com a parte boa, disciplina não é solução pra tudo, mas é um bom caminho.
Casa com crianças e, consequentemente, com brinquedos, é sinônimo de bagunça. Com o passar dos anos, parece que todos os ambientes vão sendo tomados pelos itens dos pequenos. Tios, padrinhos, avós, amigos dos pais dão brinquedos no aniversário e em todas as datas comemorativas.
São objetos grandes, pequenos, de pelúcia ou plástico. E você sabe como guardar e conservar tudo isso?